Texto: Dia 13 de Maio. Dia da Libertação dos Escravos.
11/05/2017 - 22h53 em Um pouco de história


Em 1888, exatos 129 anos, a Princesa Isabel assinou a Lei Áurea, acabando com a Escravidão no Brasil. Uma vitória do povo Negro que injustamente foi retirado de suas terras, de sua nação, mas jamais abandonou sua fé, sua crença e sua cultura. Mas as dificuldades desse povo não terminaram aí. Falta de oportunidades, preconceito, injustiça, abusos vários aconteceram depois da Lei Áurea. E acontecem até hoje. Se antes a escravidão era a falta de liberdade para agir, pensar, cultuar a fé, manter sua cultura e se submeter a alguém que se acha dono de outro semelhante, hoje em dia não é diferente. Ainda existem almas humanas que estão presas, escravas de seus egos, sentimentos, desejos, que se acham dono de outro, e muitas vezes não são donos de si, não tendo opinião, tampouco amor consigo.

Nossos Amados Mestres Pretos Velhos, espíritos experientes e amadurecidos, representam a humildade, a paciência, a sabedoria, a liberdade e a superação. Muitos espíritos que se apresentam como Pretos Velhos passaram pela escravidão no Brasil e mesmo diante das injustiças sofridas, evoluíram, cresceram espiritualmente e perdoaram seus algozes. Aprenderam o desprendimento e a libertação da alma, sem rancor ou ódio. E hoje trabalham na espiritualidade e nos terreiros, com aconselhamento, com amor, com ensinamento, sem distinção de raça, cor, credo, condição social. São simples, amorosos e justos. Para mostrar aos filhos de fé que a liberdade é possível. É possível se libertar de preconceitos, dos problemas, das doenças dos desiquilíbrios e das mazelas. Nos orientam a buscar o amor, a sabedoria e a felicidade para vivermos melhor, para sermos seres humanos melhores. São condutores e instrutores de nossas almas. São os Senhores das Almas. As almas benditas.

Que neste dia de homenagem, louvação e também de fortaleza e resistência, tenhamos o amor e sabedoria dos nossos Mestres Pretos e Pretas Velhas. Eles nos guiam para o nosso crescimento com humildade e paciência. Sejamos Assim.

Viva Zumbi.
Viva A Liberdade
Salve os Pretos Velhos
Salve as Almas Benditas

Adorei as Almas.

COMENTÁRIOS